top of page

Como descobrir se meu filho ou filha está sofrendo bullying na escola?




Detectar se seu filho ou filha está sofrendo bullying é fundamental para garantir seu bem-estar emocional e psicológico. Pode ser uma tarefa bem complicada, porque muitas crianças e adolescentes tem receio de revelar esse tipo de situação aos pais, seja por medo de sua reação, por não querer preocupá-los ou até mesmo estar sendo ameaçado se conversar com alguém sobre o assunto. Mas uma comunicação próxima e um olhar atento pode ajudar muito nesse processo.

Aqui estão algumas dicas para identificar os sinais de que seu filho pode estar sendo vítima de bullying:

  1. Mudanças no comportamento: Observe se seu filho está mostrando mudanças repentinas em seu comportamento, como tornar-se mais retraído, agressivo, ansioso ou deprimido.

  2. Recusa em ir à escola: Se seu filho constantemente parece desconfortável em ir para a escola ou até inventa desculpas para não ir à escola ou demonstra um medo intenso de ir, isso pode ser um sinal de que algo está errado.

  3. Queda no desempenho acadêmico: Ninguém aprende bem em um ambiente de medo. Se as notas de seu filho caíram repentinamente ou tem chegado alertas dos professores sobre desinteresse repentino nas aulas, pode ser um indicativo de que o bullying está afetando sua concentração e desempenho escolar.

  4. Mudanças físicas: Observe se há ferimentos inexplicáveis, arranhões ou hematomas que não possam ser explicados de maneira plausível. Toda criança pode se machucar de vez em quando, mas se toda semana ela está aparecendo com marcas e não parece haver uma boa explicação, é preciso investigar.

  5. Perda de pertences: Quando você nota que frequentemente tem materiais, brinquedos, objetos ou dinheiro do lanche do seu filho que simplesmente ele "perde" ou "desaparece", é bom investigar. O bullying também pode se manifestar em roubos e danificação de pertences de uma criança ou adolescente.

  6. Isolamento social: Se ele está se afastando de amigos e atividades que costumava gostar, isso pode ser um sinal de que o bullying está afetando suas relações sociais.

  7. Mudanças no sono e apetite: Distúrbios do sono, pesadelos frequentes e mudanças no apetite podem ser reações ao estresse causado pelo bullying.

  8. Reclamações vagas ou evasivas: Se seu filho mencionar problemas na escola sem dar muitos detalhes ou evitar falar sobre o que está acontecendo, isso pode ser um sinal de que ele está passando por uma situação difícil.

  9. Comportamento agressivo ou autodefensivo: Se seu filho está agindo de maneira agressiva, talvez como uma forma de defesa, ou se ele está começando a intimidar os outros, é importante abordar esses comportamentos. Muitas crianças que cometem atos de intimidação e agressão sobre outras também podem estar sofrendo o mesmo vindo de outra pessoa ou grupo.

É fundamental uma educação positiva, pautada na comunicação aberta com seus filhos, e isso é como cultivar uma sementinha que vai se fortalecendo com o passar dos anos. Na hora em que surgem as suspeitas de que algo não está bem, esse canal de comunicação será precioso. Também é fundamental estar em contato direto com a escola para conversar sobre isso, acompanhando sempre que for possível como está a vida acadêmica da sua criança ou adolescente.

Se você suspeitar que seu filho está sofrendo bullying, é fundamental agir imediatamente. Converse com seu filho de maneira empática, ouça suas preocupações e, se necessário, entre em contato com a escola para relatar a situação e buscar soluções. O bullying é um problema sério que pode ter efeitos a longo prazo na saúde mental, por isso é importante enfrentá-lo de forma eficaz.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page